Post individual

Por Fernanda Critelli.

QEFernandafotoP1040300

Ensinar Arquitetura e Urbanismo não é tarefa fácil! Como instigar as alunas e os alunos a se interessarem na discussão sobre algo tão complexo quanto a arquitetura, mas sem se perderem em questões de gosto pessoal? Como fazer da sala de aula o laboratório de ideias necessário para o desenvolvimento dos projetos na vida real? E mais, como fazer com que as alunas se identifiquem em um universo de voz predominantemente masculina?

Os desafios dos professores de Arquitetura e Urbanismo ficam ainda maiores quando pensamos na inserção das novas ferramentas de projeto, mas sem perder a questão do croqui de estudo rápido, à mão livre, tão característico dos arquitetos. Agregar a nossa realidade – as novas tecnologias de informação e produção, a predominância das mulheres na profissão e a questão das minorias – ao ensino de arquitetura passa a ser tão importante quanto o estudo da História, Teoria, Técnicas Construtivas, Projeto, Urbanismo, Paisagismo, etc. Dessa forma, teremos alunas e alunos mais envolvidos e interessados, identificando a si mesmos nesta profissão tão diversificada e tão enriquecedora que é a Arquitetura e Urbanismo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s